Podcasts de história

Batalha da colina de Hobkirk, 25 de abril de 1781

Batalha da colina de Hobkirk, 25 de abril de 1781

Batalha da colina de Hobkirk, 25 de abril de 1781

Parte da campanha revolucionária na Carolina do Sul em 1781 destinada a capturar os postos avançados britânicos que lhes deram o controle do estado. Uma força americana de 1.500 homens sob o comando do major-general Nathanael Greene acampou na colina de Hobkirk perto de Camden (Carolina do Sul), uma base britânica importante e local de uma vitória britânica no ano anterior. No entanto, Greene descobriu que a posição britânica em Camden era muito forte para um ataque e suas forças muito pequenas para manter um cerco. Greene então decidiu provocar os britânicos a atacar sua posição. A guarnição britânica, sob o comando de Lord Francis Rawdon, contava apenas com 900, mas Rawdon era um oficial ambicioso que estava na América desde 1775 e, apesar de estar em menor número, decidiu lançar um ataque surpresa ao acampamento americano.

A posição americana corria ao longo da colina de Hobkirk de leste a oeste. Na extremidade leste do cume, Greene colocou dois regimentos de Maryland Continentals apoiados pela milícia da Carolina do Norte na extremidade leste e dois regimentos de Virginia Continentals na extremidade oeste. Ele também tinha alguma cavalaria sob William Washington. Rawdon avançou em uma formação muito estreita, com três regimentos na linha e três seguindo na reserva. Isso deu a ele uma frente muito mais estreita do que os americanos, e ele esperava poder surpreender os americanos e derrotar sua ala esquerda primeiro.

Essa esperança logo foi destruída quando os britânicos surpreenderam os piquetes americanos, que conseguiram alertar a força principal. Greene conseguiu colocar seus homens no lugar e decidir sobre seu próprio plano. Vendo a estreita frente britânica, ele decidiu enviar seus dois regimentos mais externos para flanquear os britânicos, enquanto Washington e a cavalaria deveriam dar a volta e completar o cerco.

Este plano ofereceu a esperança de destruir o comando de Rawdon, mas Rawdon estava à altura do desafio. Vendo as ações americanas, ele convocou suas reservas para a linha, estendendo-a e protegendo-a de ser flanqueada. O pior estava por vir. Parte do primeiro regimento de Maryland, no centro da linha americana, quebrou sob fogo. O comandante do regimento, coronel John Gunby, ordenou que o resto do regimento voltasse à reforma. Enquanto ele conseguiu isso, mas o movimento para a retaguarda enervou o regimento da Virgínia à sua direita. O pânico se espalhou depois que o comandante do outro regimento de Maryland foi morto.

Os britânicos atacaram o buraco na linha americana e o exército de Greene quase se desintegrou. No entanto, o regimento da Virgínia restante permaneceu intacto, e Greene foi capaz de restaurar alguma ordem durante a retirada. Isso se combinou com a eventual chegada de Washington e sua cavalaria para impedir Rawdon de persegui-lo.

Apesar dessa vitória, Rawdon ainda estava em menor número e agora estava convencido de que a população havia se levantado contra a dele. Ele foi forçado a abandonar Camden e recuar para Charleston, revertendo o veredicto da batalha. A recepção que seus homens receberam em sua marcha para Charleston ajudou a reforçar sua impressão de hostilidade local. Greene decidiu sitiar o Fort Ninety-Six, que logo seria o único reduto britânico remanescente no interior da Carolina do Sul. A incapacidade britânica de repor suas perdas havia mais uma vez perdido os benefícios de uma vitória na batalha.


Veja tambémLivros sobre a Guerra da Independência AmericanaÍndice de assuntos: Guerra da Independência Americana


A Batalha da Colina de Hobkirk foi travada em 25 de abril de 1781, durante a Revolução Americana (1775-1783).

Tendo vencido um combate custoso contra o exército do Major General Nathanael Greene na Batalha de Guilford Court House em março de 1781, o Tenente General Lord Charles Cornwallis fez uma pausa para descansar seus homens cansados. Embora inicialmente desejasse perseguir os americanos em retirada, sua situação de abastecimento não permitiria novas campanhas na região. Como resultado, o Cornwallis decidiu ir em direção à costa com o objetivo de chegar a Wilmington, NC. Uma vez lá, seus homens poderiam ser reaprovisionados por mar. Sabendo das ações de Cornwallis, Greene cautelosamente seguiu o leste britânico até 8 de abril. Virando-se para o sul, ele pressionou a Carolina do Sul com o objetivo de atacar os postos avançados britânicos no interior e reivindicar área para a causa americana. Atrapalhado pela falta de comida, Cornwallis deixou os americanos irem e confiou que Lord Francis Rawdon, que comandava cerca de 8.000 homens na Carolina do Sul e na Geórgia, poderia lidar com a ameaça.

Embora Rawdon liderasse uma grande força, a maior parte consistia em unidades legalistas que estavam espalhadas pelo interior em pequenas guarnições. A maior dessas forças contava com 900 homens e estava baseada em seu quartel-general em Camden, SC. Cruzando a fronteira, Greene destacou o Tenente Coronel Henry "Light Horse Harry" Lee com ordens de se unir ao General Brigaider Francis Marion para um ataque combinado ao Forte Watson. Esta força combinada conseguiu carregar o posto em 23 de abril. Enquanto Lee e Marion conduziam sua operação, Greene tentou atacar o coração da linha do posto avançado britânico, atacando Camden. Movendo-se rapidamente, ele esperava pegar a guarnição de surpresa. Chegando perto de Camden em 20 de abril, Greene ficou desapontado ao encontrar os homens de Rawdon em alerta e as defesas da cidade totalmente equipadas.


Conteúdo

Depois da Batalha de Guilford Court House, a força de Cornwallis estava esgotada e precisava de suprimentos. Ele, portanto, moveu seu exército para Wilmington, Carolina do Norte, para onde havia anteriormente encomendado o envio de suprimentos. Greene perseguiu a força britânica por um curto período de tempo antes de decidir levar suas forças para a Carolina do Sul. Greene esperava que, ao ameaçar as guarnições britânicas no estado, pudesse forçar Cornwallis a persegui-lo e então enfrentar os britânicos em terreno favorável ao seu exército. Quando informado desta estratégia, Henry "Light Horse Harry" Lee respondeu em 2 de abril:

"Eu sou decididamente de opinião com você que nada resta a você senão imitar o exemplo de Cipião Africano." & # 915 e # 93

Quando Cornwallis não perseguiu o Exército Continental, Greene optou por reduzir as guarnições britânicas espalhadas por toda a Carolina do Sul a fim de forçar os britânicos de volta a Charleston. & # 914 & # 93 Para este fim, Greene iniciou seu exército de 1.450 homens, composto por quatro regimentos continentais, Lee's Legion, Washington's Cavalry e Campbell's Riflemen, o mais rápido e secretamente possível em direção a Camden, que estava no centro dos britânicos linha de postagens na Carolina do Sul. Ao mesmo tempo, ele esperava obter a cooperação de vários grupos de guerrilheiros na Carolina do Sul. & # 916 & # 93 O movimento fazia parte de uma intrincada campanha organizada por Greene envolvendo tropas continentais e da milícia em toda a colônia. Para esse fim, ele enviou Lee e seus homens para ajudar o general Francis Marion, cujo pequeno bando de milícias estava sendo perseguido por 400 soldados britânicos comandados por John Watson, na esperança de impedir que Watson e seus homens chegassem a Camden antes da batalha. Para esse fim, ele teve sucesso, já que as forças combinadas de Lee e Marion forçaram Watson a fazer um longo desvio antes de finalmente se reunir às forças britânicas em Camden após a batalha. & # 917 e # 93

Disposição da força no início do conflito

A cidade de Camden estava situada em uma elevação suave. Ao sul e sudoeste fica o rio Wateree e a leste o riacho Pinetree. Um anel de redutos, construído pelos britânicos durante o ano de ocupação da cidade, estendia-se do Wateree ao Pinetree e cobria os acessos ao norte. & # 919 & # 93 Após a chegada em 20 de abril de 1781 em Camden, era evidente que os Continentais haviam perdido o elemento surpresa, pois as forças de Rawdon estavam preparadas em todas as frentes. Sendo incapaz de invadir a cidade ou cercar todo o círculo de fortificações, Greene optou por acampar seu exército a cerca de uma milha e meia de distância em uma pequena elevação chamada Colina de Hobkirk, bloqueando a Great Waxhaw Road. & # 9110 & # 93 Como não tinha homens suficientes para sitiar Camden, Greene, na esperança de atrair Rawdon para um ataque à posição, organizou o acampamento para que as posições de batalha pudessem ser tomadas rapidamente em caso de alarme. & # 917 e # 93

Na noite seguinte, a inteligência de Greene indicou que uma força de cerca de quatrocentos soldados britânicos estava marchando para Camden para se juntar à guarnição de Rawdon. Greene destacou parte da milícia da Carolina do Sul sob o comando do coronel Carrington para o leste com parte de sua artilharia para cobrir a estrada de Charleston. Achando o terreno pantanoso demais para a artilharia, Carrington removeu o canhão para uma posição segura e aguardou novas ordens. & # 919 & # 93 & # 9111 & # 93 & # 9112 & # 93 Em 24 de abril, tendo recebido informações atualizadas de que as forças adicionais não estavam a caminho para se juntar à guarnição de Camden, Greene ordenou que Carrington voltasse para a Colina de Hobkirk.

Cedo na manhã seguinte, um desertor Continental, às vezes identificado como baterista, & # 9111 & # 93 & # 9113 & # 93 fez seu caminho para Camden. Ele foi levado perante Rawdon e informado ao comandante britânico das disposições do Exército Continental e que eles não tinham artilharia. Temendo que os generais Marion e Lee estivessem a caminho de se juntar a Greene e acreditando que a artilharia Continental estava a muitos quilômetros de distância, Rawdon decidiu que era um momento judicioso para atacar. & # 9114 & # 93


General Greene perde a Batalha de Hobkirk & # 8217s Hill

Neste dia da história, 25 de abril de 1781, o General Greene perde a Batalha de Hobkirk & # 8217s Hill perto de Camden, Carolina do Sul. Essa foi uma derrota tática para o Exército Continental no sul, mas parte de uma estratégia geral que acabou forçando os britânicos a abandonar o interior da Carolina do Sul e da Geórgia.

O general Nathanael Greene assumiu o comando das dizimadas forças americanas no sul em dezembro de 1780. Após uma série de vitórias no início de 1781, Greene forçou o tenente-general britânico Charles Cornwallis à costa da Carolina do Norte para se reagrupar e reabastecer. Greene esperava atrair Cornwallis de volta ao interior para envolvê-lo ainda mais, mas quando Cornwallis não caiu na isca, Greene voltou para o sul para reclamar a Carolina do Sul.

Os britânicos haviam construído uma série de fortes ao longo do interior da Carolina do Sul e da Geórgia para conter o interior. Greene dividiu suas forças em vários grupos que atacaram vários desses postos na esperança de interromper suas comunicações e linhas de abastecimento a fim de forçá-los a recuar para a costa.

Greene & # 8217s 1.500 homens foram para a cidade de Camden, que os britânicos mantinham por quase um ano. Greene sabia que não tinha força para romper as defesas da cidade & # 8217s, então esperava tirá-los da cidade e entrar na batalha. Seus homens acamparam em um cume conhecido como Hobkirk e Colina # 8217s a noroeste da cidade.

Em 25 de abril, o coronel britânico Francis Rawdon marchou para fora de Camden, exatamente como Greene esperava e começou a marchar montanha acima. Os homens de Rawdon & # 8217s marcharam subindo o cume em uma formação estreita, permitindo que Greene atacasse pela frente e pelos dois lados e ganhasse uma vantagem inicial que infligiu pesadas baixas aos britânicos. Logo depois que a luta começou, no entanto, vários dos principais líderes americanos foram baleados, fazendo com que suas unidades se separassem e fugissem. Rawdon aproveitou a vantagem e avançou colina acima, fazendo com que Greene recuasse totalmente, embora tivesse uma força muito maior. Os americanos perderam 270 mortos, capturados, feridos ou desaparecidos, enquanto os britânicos perderam 261.

Rawdon deixou um pequeno grupo de dragões (soldados a cavalo) para segurar Hobkirk & # 8217s Hill e levou o resto de seus homens de volta para Camden. Depois de se reagrupar, no entanto, o general Greene trouxe seus homens de volta e eles expulsaram os dragões e reocuparam a colina.

A Batalha de Hobkirk & # 8217s Hill foi uma derrota tática para Greene. Rawdon, no entanto, estava virtualmente preso em Camden com Greene ao norte, o General Thomas Sumter ao sul, o Coronel Andrew Pickens a oeste e o General Francis Marion entre Camden e Charleston. Os postes britânicos começaram a cair um por um e Rawdon sabia que precisava sair de Camden e voltar para a costa.

Em 9 de maio, exatamente duas semanas após a Batalha de Hobkirk e # 8217s Hill, Rawdon deixou Camden, depois de destruir seus prédios públicos e muitas casas particulares, e começou a marcha de volta para Charleston. A estratégia de Greene funcionou de maneira brilhante até agora, libertando o nordeste da Carolina do Sul do domínio britânico. No final de junho, todo o interior da Geórgia e das Carolinas estaria de volta nas mãos dos americanos e os britânicos estariam confinados a Charleston e Savannah, na costa.

Filhos da Sociedade Nacional da Revolução Americana

& # 8220Nós lutamos, somos derrotados, subimos e lutamos novamente. & # 8221
Nathanael Greene


25/04/1781 & # 8211 Battles & # 8211 Battle of Hobkirk & # 8217s Hill (Segunda Batalha de Camden) na Carolina do Sul

A Batalha de Hobkirk & # 8217s Hill (às vezes chamada de Segunda Batalha de Camden) foi uma batalha da Guerra Revolucionária Americana travada em 25 de abril de 1781, perto de Camden, na Carolina do Sul. Um pequeno exército americano comandado por Nathanael Greene defendeu um cume conhecido como Hobkirk & # 8217s Hill contra um ataque de uma força britânica ainda menor liderada por Francis Rawdon. Após um confronto feroz, Greene recuou alguns quilômetros, deixando os soldados Rawdon e # 8217s na posse da colina. O marcador do campo de batalha está localizado na Broad Street e Greene Street ao norte do centro de Camden.

Mesmo que Rawdon fosse o vencedor, ele logo voltou para Camden. No final do dia, Greene enviou uma pequena força de cavalaria e infantaria para resgatar os feridos e retardatários americanos. Esses soldados expulsaram uma tropa de dragões leais. Apesar de seu sucesso tático, Rawdon achou necessário abandonar Camden duas semanas depois e retirar-se em direção a Charleston, na Carolina do Sul. A batalha foi uma das quatro nas quais Greene encontrou uma derrota tática, mas sua estratégia geral foi bem-sucedida em privar os britânicos de toda a Carolina do Sul, exceto Charleston.

Greene considerou a batalha uma oportunidade perdida de derrotar uma importante força britânica do Exército Britânico e obrigá-los a abandonar seus postos avançados espalhados pela Carolina do Sul para a segurança de Charleston. [4]

Após a Batalha de Guilford Court House, a força do Cornwallis & # 8217s foi gasta e com grande necessidade de suprimentos. Ele, portanto, moveu seu exército para Wilmington, Carolina do Norte, para onde havia anteriormente encomendado o envio de suprimentos. Greene perseguiu a força britânica por um curto período de tempo antes de decidir levar suas forças para a Carolina do Sul. Greene esperava que, ao ameaçar as guarnições britânicas no estado, pudesse forçar Cornwallis a persegui-lo e então enfrentar os britânicos em terreno favorável ao seu exército. Quando informado desta estratégia, Henry & # 8220Light Horse Harry & # 8221 Lee responderam em 2 de abril:
& # 8220Sou decididamente a sua opinião de que nada lhe resta senão imitar o exemplo de Cipião Africano. & # 8221 [5]

Quando Cornwallis não perseguiu o Exército Continental, Greene optou por reduzir as guarnições britânicas espalhadas por toda a Carolina do Sul, a fim de forçar os britânicos de volta a Charleston. [4] Para este fim, Greene iniciou seu exército de 1.450 homens, composto por quatro regimentos continentais, Lee & # 8217s Legion, Washington & # 8217s Cavalry e Campbell & # 8217s Riflemen, o mais rápido e secretamente possível em direção a Camden, que estava no centro do Linha britânica de postos na Carolina do Sul. Ao mesmo tempo, ele esperava garantir a cooperação de vários bandos partidários na Carolina do Sul. [6] O movimento fazia parte de uma intrincada campanha organizada por Greene envolvendo tropas continentais e da milícia em toda a colônia. Para esse fim, ele enviou Lee e seus homens para ajudar o general Francis Marion, cujo pequeno bando de milícia estava sendo perseguido por 400 soldados britânicos comandados por John Watson, na esperança de impedir que Watson e seus homens chegassem a Camden antes da batalha. Para esse fim, ele teve sucesso, já que as forças combinadas de Lee e Marion forçaram Watson a fazer um longo desvio antes de finalmente se juntar às forças britânicas em Camden após a batalha. [7]

A guarnição de Camden sob o comando de Lord Francis Rawdon incluía o 63º (The West Suffolk) Regiment of Foot, os Volunteers of Ireland, o King & # 8217s American Regiment, os New York Volunteers, os South Carolina Royalists e um pequeno destacamento de cavalaria. [8]

A cidade de Camden estava situada em uma elevação suave. Ao sul e sudoeste fica o rio Wateree e a leste o riacho Pinetree. Um anel de redutos, construído pelos britânicos durante a ocupação da cidade, que durou um ano, se estendeu de Wateree até Pinetree e cobriu os acessos ao norte. [9] Após a chegada em 20 de abril de 1781 em Camden, era evidente que os Continentais haviam perdido o elemento surpresa enquanto as forças de Rawdon & # 8217s estavam preparadas em todas as frentes. Sendo incapaz de invadir a cidade ou cercar todo o círculo de fortificações, Greene escolheu acampar seu exército a cerca de uma milha e meia de distância em uma pequena elevação chamada Hobkirk & # 8217s Hill, bloqueando a Great Waxhaw Road. [10] Como ele não tinha homens suficientes para sitiar Camden, Greene, na esperança de atrair Rawdon para um ataque à posição, organizou o acampamento para que as posições de batalha pudessem ser tomadas rapidamente em caso de um alarme. [7]

Na noite seguinte, a inteligência de Greene & # 8217 indicou que uma força de cerca de quatrocentos soldados britânicos estava marchando para Camden para se juntar à guarnição de Rawdon & # 8217s. Greene destacou parte da milícia da Carolina do Sul sob o comando do coronel Carrington para o leste com parte de sua artilharia para cobrir a estrada de Charleston. Achando o terreno pantanoso demais para a artilharia, Carrington removeu o canhão para uma posição de segurança e aguardou novas ordens. [9] [11] [12] Em 24 de abril, tendo recebido informações atualizadas de que as forças adicionais não estavam a caminho para se juntar à guarnição de Camden, Greene ordenou que Carrington voltasse para Hobkirk & # 8217s Hill.

Cedo na manhã seguinte, um desertor Continental, às vezes identificado como baterista, [11] [13] fez seu caminho para Camden. Ele foi levado perante Rawdon e informado ao comandante britânico do Exército Continental & # 8217s disposições e que eles não tinham artilharia. Temendo que os generais Marion e Lee estivessem a caminho de se juntar a Greene e acreditando que a artilharia Continental estava a muitos quilômetros de distância, Rawdon decidiu que era um momento judicioso para atacar. [14]

Na manhã de 25 de abril de 1781, Rawdon ainda tinha a impressão de que o exército continental estava sem sua artilharia. Aproximadamente às 9h, ele deixou a segurança das fortificações de Camden com 900 soldados. Sem que Rawdon soubesse, Carrington havia retornado a Hobkirk & # 8217s Hill naquela manhã, junto com a artilharia e as provisões, que foram distribuídas às tropas continentais. Por volta das 11 horas da manhã, enquanto muitos dos Continentais estavam ocupados cozinhando e lavando roupas, seus piquetes avançados detectaram as forças britânicas que haviam conquistado a esquerda americana por uma longa marcha contornando um pântano próximo ao cume ocupado pelo Exército Continental.

Os piquetes avançados, comandados pelo capitão Robert Kirkwood, [8] foram capazes de atrasar o avanço britânico, dando a Greene tempo para dar ordens e alinhar suas forças para a batalha. Ele colocou o Regimento da Virgínia sob o Tenente Coronel Campbell na extrema direita com outro Regimento da Virgínia sob o Tenente Coronel Samuel Hawes à esquerda. Na extrema esquerda, Greene colocou o 5º Regimento de Maryland sob o Tenente Coronel Benjamin Ford, com o 1º Regimento de Maryland comandado por John Gunby à sua direita. [15] [16] A artilharia foi colocada no centro com a milícia da Carolina do Norte na retaguarda. Os três canhões de 6 libras e 40 artilheiros da Virgínia foram dirigidos pelo coronel Charles Harrison. [17]

Tendo libertado suas forças da floresta e forçado a recuar os piquetes, Rawdon organizou suas forças e avançou lentamente pelo cume em direção aos continentais que esperavam. Greene, percebendo que as forças britânicas estavam apresentando uma frente estreita, ordenou um ataque. Ele instruiu Campbell à direita para girar seus homens para a esquerda e enfrentar os britânicos em seu flanco com Ford para pegar seus homens e fazer um movimento semelhante à esquerda. Greene ordenou que os dois regimentos restantes no centro avançassem com baionetas e enfrentassem o inimigo de frente, enquanto Washington deveria levar sua cavalaria ao redor do flanco esquerdo britânico e atacar o inimigo pela retaguarda. [8] [18] O movimento vigoroso dos americanos e a contribuição inesperada de sua artilharia para a troca infligiram pesadas baixas aos britânicos, mas sua linha se manteve. [19]

Durante o avanço do 1o. Maryland sobre a esquerda britânica, o capitão William Beatty Jr., que estava no comando à direita do 1o regimento de Maryland, foi morto fazendo com que sua companhia parasse o avanço. Gunby ordenou a seus homens que parassem o avanço e recuassem com a intenção de reformar sua linha. Nesse momento, Benjamin Ford do 5º Maryland foi mortalmente ferido, deixando suas tropas em desordem. Quando o flanco continental começou a desmoronar, Lord Rawdon e os Voluntários da Irlanda (Rawdon & # 8217s Regimento Pessoal) atacaram. As tropas de Maryland se reuniram brevemente para disparar alguns tiros e então fugiram. Lord Rawdon, embora superado em número quase dois para um, e sem artilharia, entrou em campo. [20] [21]

As baixas britânicas foram 39 mortos, 210 feridos e 12 desaparecidos. [3] As baixas americanas podem ser averiguadas a partir de dois documentos escritos pelo coronel Otho Holland Williams, general Greene & # 8217s vice-ajudante-geral geral. O primeiro deles, uma & # 8216Lista dos oficiais mortos, feridos e feitos prisioneiros, na ação antes de Camden, em 25 de abril de 1781 ', detalha 1 oficial e 18 soldados mortos, 5 oficiais e 108 soldados feridos , 2 oficiais capturados (um deles ferido) e 136 soldados desaparecidos. Williams escreveu: “A maior parte dos desaparecidos não entenderam bem a ordem de manifestação no riacho Saunder & # 8217s alguns foram mortos 47 deles ficaram feridos e estão no hospital inimigo & # 8217s, temos notícias de cerca de um terço de o número restante, e espero que eles possam se juntar a nós ”. [1] O segundo desses documentos é uma carta de Williams para seu irmão, datada de 27 de abril, na qual ele escreveu: “Capitão I. Smith do Terceiro, e Capitão Lunt [Tenente] Bruff são ambos prisioneiros, os últimos feridos. O tenente Trueman é um prisioneiro, e é dito que trinta e nove soldados rasos de nosso exército foram levados, além de um número ferido, totalizando cerca de cinquenta ”[2]. Isso indicaria que 2 oficiais e 39 soldados foram feitos prisioneiros além de o 1 oficial e 47 homens alistados que foram feridos e capturados. A perda total dos americanos em Hobkirk’s Hill, portanto, parece ter sido de 19 mortos, 113 feridos, 48 ​​prisioneiros feridos, 41 prisioneiros ilesos e 50 desaparecidos desaparecidos, alguns dos quais foram mortos.

Washington e sua cavalaria nunca chegaram à ação. Seu circuito para alcançar a retaguarda britânica os levou ao hospital Rawdon & # 8217s e à área do comissário, onde fizeram 200 prisioneiros. Assim carregados, eles chegaram tarde demais para ajudar na batalha e se juntaram ao exército de Greene & # 8217 em sua retirada do campo de batalha. [22] Washington, no entanto, voltou a tempo de salvar os três canhões da captura. As armas foram retiradas do campo por 45 soldados da infantaria de Maryland. Esta empresa repeliu uma série de acusações de cavaleiros leais sob o comando de John Coffin, mas eles sofreram graves perdas no processo. [23]

A retirada americana não durou muito. Rawdon retirou a maior parte de suas forças para Camden, deixando apenas uma companhia de dragões no campo de batalha. Naquela tarde, Greene enviou Washington e Kirkwood de volta a Hobkirk & # 8217s Hill, onde eles emboscaram e expulsaram os dragões. Greene deu meia-volta com o exército e reocupou o local. O coronel Gunby foi castigado por Greene por suas ações que fizeram com que a linha se rompesse. Uma corte marcial que foi imediatamente convocada concluiu que seu & # 8220 espírito e atividade eram irrepreensíveis & # 8221, mas que sua ordem de recuar foi & # 8220 com toda a probabilidade a única causa pela qual não obtivemos uma vitória completa & # 8221, sem mencionar as falhas de Washington e sua cavalaria & # 8217s chegada tardia. [22]

Rawdon voltou para Camden, onde os homens de Watson e # 8217s se juntaram a ele em 7 de maio. No entanto, a presença contínua de Greene em um flanco e o general da milícia da Carolina do Sul Thomas Sumter em outro, e o fato de Marion e Lee estarem causando estragos em seu suprimento e comunicações com Charleston, o convenceram de que ele não poderia mais segurar Camden. Em 9 de maio, Rawdon abandonou Camden, retirando-se para Moncks Corner.

É notável que o futuro sétimo presidente dos Estados Unidos, Andrew Jackson, tenha testemunhado a batalha. Ele estava detido pelos britânicos na prisão do distrito de Camden como prisioneiro de guerra. [24]


Rescaldo

Washington e sua cavalaria nunca chegaram à ação. Seu circuito para alcançar a retaguarda britânica os levou ao hospital Rawdon e à área do comissário, onde fizeram 200 prisioneiros. Assim carregados, eles chegaram tarde demais para ajudar na batalha e se juntaram ao exército de Greene em sua retirada do campo de batalha.

Washington, no entanto, voltou a tempo de salvar os três canhões da captura. As armas foram retiradas do campo por 45 soldados da infantaria de Maryland. Esta empresa repeliu uma série de acusações de cavaleiros leais sob o comando de John Coffin, mas eles sofreram graves perdas no processo.

A retirada americana não durou muito. Rawdon retirou a maior parte de suas forças para Camden, deixando apenas uma companhia de dragões no campo de batalha. Naquela tarde, Greene enviou Washington e Kirkwood de volta a Hobkirk & # 39s Hill, onde eles emboscaram e expulsaram os dragões. Greene deu meia volta com o exército e reocupou o local.

Gunby foi castigado por Greene por suas ações que fizeram a linha quebrar. Uma corte marcial que foi imediatamente convocada concluiu que seu & # 34espírito e atividade eram irrepreensíveis & # 34, mas sua ordem de recuar foi & # 34 com toda a probabilidade a única causa pela qual não obtivemos uma vitória completa& # 34, sem mencionar as falhas de Washington e sua chegada tardia de cavalaria.

Rawdon voltou para Camden, onde os homens de Watson se juntaram a ele em 7 de maio. No entanto, a presença contínua de Greene em um flanco e o general da milícia da Carolina do Sul Thomas Sumter em outro, e o fato de Marion e Lee estarem causando estragos em seu suprimento e comunicações com Charleston, o convenceram de que ele não poderia mais segurar Camden.

Em 9 de maio, Rawdon abandonou Camden, retirando-se para Moncks Corner.

Em seu relatório para Cornwallis de 26 de abril, Rawdon disse que perdeu 220, dos quais pelo menos 38 foram mortos. Seu retorno oficial lista 258 vítimas totais.

Balfour em sua carta a Germain de 1º de maio escreveu: “[As baixas de Rawdon não ultrapassaram] cem, nas quais está incluído um oficial morto e onze feridos.”
Tarleton: “A perda do lado britânico, embora moderada em outros aspectos, foi muito maior do que eles podiam pagar e ultrapassou um quarto de seu número total: totalizou, em mortos e feridos, e faltando duzentos e cinqüenta e oito: De destes, apenas trinta e oito foram mortos, mas os feridos foram igualmente uma diminuição da força imediata e, nas presentes circunstâncias, um estorvo muito pesado. Apenas um oficial caiu, mas doze ficaram feridos, e a maioria deles recebeu alta em liberdade condicional. O espírito e julgamento demonstrado pelo jovem comandante das forças britânicas, merece grande elogio. Ele foi galantemente apoiado por seus oficiais e tropas.

Williams relatou 270 vítimas após a batalha, quase metade das quais foram listadas como desaparecidas. & # 34Muitos deles, de acordo com Williams, & # 39 não haviam entendido a ordem de se reunir em Saunders Creek & # 39 um terço dos desaparecidos já tinha ouvido falar & # 39 e logo voltariam ao exército, ele esperava. Não se sabe quantos retornaram, mas Rawdon relatou que um grande número, cuja retirada havia sido interrompida, foi para Camden e reivindicou proteção como desertores.'"

Tarleton: “Os mortos e feridos do inimigo foram espalhados por uma extensão de terreno tal que sua perda não pôde ser determinada. Lord Rawdon acha que a estimativa seria baixa se fosse avaliada em quinhentos dólares. A conta de Greene torna-a muito baixa para ser creditada. Além disso, cerca de cem prisioneiros foram feitos, vários homens, tendo sua retirada interrompida, foram para Camden e reivindicaram proteção, sob o pretexto de serem desertores. ”
Balfour em sua carta a Germain de 1º de maio escreveu: "Meu Senhor Rawdon declara a perda do inimigo nesta ocasião como mais de cem feitos prisioneiros, e quatrocentos mortos e feridos seus próprios não excedendo cem, nos quais está incluído um oficial morto e onze feridos. ”
Perda: “Os mortos, sozinhos, ocuparam o campo de batalha. A retirada foi tão bem conduzida, que a maioria dos feridos americanos (incluindo seis oficiais comissionados), e toda a sua artilharia e bagagem, com os cinquenta prisioneiros de Washington, foram levados. A perda de americanos mortos, feridos e desaparecidos, de acordo com o retorno de Greene ao Conselho de Guerra, foi de duzentos e sessenta e seis a do inimigo, de acordo com a declaração de Rawdon, duzentos e cinquenta e oito. Os mortos não foram muito numerosos. Greene estima seu número em dezoito, entre os quais Ford e Beatty, da linha de Maryland.
O coronel Benjamin Ford ficou tão gravemente ferido que seu braço teve de ser amputado e ele morreu em poucos dias. Capitão John Smith do 1º Reg. De Maryland foi ferido e feito prisioneiro, mas foi deixado em liberdade condicional em Camden quando Rawdon evacuou a cidade.

Kirkwood: & # 3425º. O Inimigo saiu e nos empurrou de volta. 7 [milhas]."

Greene, em uma carta a Sumter de 5 de maio, escreveu: “Nada pode ser mais infeliz do que nossa repulsa no outro dia, que foi inteiramente devido a uma ordem do Coronel Gunbies [Gunby's], ordenando que o primeiro Regimento de Maryland tomasse uma nova posição na retaguarda. Isso impressionou o regimento com a ideia da retirada e arrastou o segundo regimento com ela. O Inimigo estava todo confuso e retirando-se ao mesmo tempo. A vitória seria nossa se as tropas tivessem se mantido firmes por mais um minuto, e a derrota nos teria dado a posse total de Camden, já que o inimigo não teria voltado para a cidade.

Samuel Mathis, de Camden, para William R, Davie, escrito em 26 de junho de 1813: “[Greene] galopou até o capitão John Smith e ordenou que ele caísse na retaguarda e salvasse o canhão. Smith veio imediatamente e encontrou os homens de artilharia retirando as peças com as cordas que ele e seus homens seguravam e partiram a trote, mas não foram longe até descobrir que a cavalaria britânica estava em sua perseguição. Ele formou seus homens do outro lado da estrada, disparou contra eles a uma curta distância e fugiu com as armas como antes. A saraivada deteve os cavalos e arremessou muitos dos cavaleiros, mas depois de algum tempo eles voltaram a montar e seguiram em frente. Smith formou seus homens, deu-lhes outro fogo com o mesmo efeito e procedeu como antes. Isso ele repetiu várias vezes até que eles tivessem se afastado três ou três milhas do campo de ação. Aqui, um dos homens de Smith atirou ou sua arma disparou por acidente antes que a palavra fosse dada, o que produziu um fogo espalhado, no qual a cavalaria avançou entre eles e cortou todos em pedaços. Eles lutaram como buldogues e todos foram mortos ou capturados. Isso levou algum tempo, durante o qual a artilharia escapou.”

Balfour in his letter to Germain of 1 May: “Judging it necessary to strike a blow before this junction could take place, and learning that General Greene had detached to bring up his baggage and provisions, Lord Rawdon, with the most marked decision, on the morning of the 25th, marched with the greater part of his force to meet him, and about ten o'clock attacked the rebels in their camp at Hobkirk's with that spirit, which, prevailing over superior numbers and an obstinate resistance, compelled them to give way, and the pursuit was continued for three miles. To accident only they were indebted for saving their guns, which being drawn into a hollow, out of the road, were overlooked by our troops in the flush of victory and pursuit, so that their cavalry, in which they greatly exceeded us, had an opportunity of taking them off…After this defeat, General Greene retired to Rugeley's mills, twelve miles from Camden, in order to call in his troops, and receive the reinforcements but as Lieutenant-colonel Watson, of the guards, who had been for some time detached by Lord Rawdon, with a corps of five hundred men, to cover the eastern frontiers of the province, is directed by me to join his lordship, I am in hopes he will be able speedily to accomplish this.”


Battle of Hobkirk’s Hill

A partir de Diary of the American Revolution, Vol II. Compiled by Frank Moore and published in 1859.

April 25.—Yesterday morning the American forces under General Greene, encamped on Hobkirk’s Hill, about a mile from Camden, (S. C.,) where they remained unmolested until this forenoon, at which time Lord Rawdon, 1 who has been in possession of Camden for some time past, attacked them unexpectedly, and after a furious fight, compelled them to retire from the field, leaving a large number of killed and wounded.

In the action Colonel Washington, 2 with more address than usual, captured a party of the British, but was obliged to relinquish a great portion of them on the retreat. Much dissatisfaction is expressed by the general with the conduct of the officers, but we (the soldiers) are loaded with honor. 3

1 Rawdon, Hastings, Francis, Marquis of Hastings, Earl of Rawdon, &c., the son of John, Baron Rawdon, and Earl of Moira, of the kingdom of Ireland, was born December 7, 1754. He was educated at Oxford, and entered the army in 1771, as an ensign in the fifteenth regiment of foot. Having been promoted to a lieutenancy, he embarked for America in 1775, and was present at the battle of Bunker’s Hill. After serving in other engagements, he was, in 1778, nominated Adjutant-General of the British army in America, with the rank of lieutenant-colonel. At a later period he commanded a distinct corps in South Carolina. At the battle of Camden, August 16, 1780, he commanded one wing of the army under Lord Cornwallis. The surrender of that general and the decline of the British power in America, closed his active career. On his return to England he was created a peer with the title of Baron Rawdon, and held various offices, both civil and military. He died on the 28th of November, 1825.
2 Lieutenant-Colonel William Augustine Washington.
3 The fortune of the day,” says Gordon, “was irretrievable, but Greene, with his usual firmness, instantly took measures to prevent Rawdon’s improving the success he had obtained. The retreat was conducted with such order and deliberation, that most of the American wounded, all their artillery, and all their baggage, were safely carried off, together with six royal commissioned officers, beside Washington’s prisoners. The action was continued with intervals, till about four in the afternoon, and till the Americans had retreated about four miles, when a detachment of the infantry and cavalry, under Washington, were ordered to advance and annoy the British. The York Volunteers, a handsome corps of horse, being a little advanced of the British infantry, Washington with great intrepidity instantly charged them, killed a number and dispersed the rest. The British army, without attempting any thing further, retired to Camden, and Greene encamped the Americans about five miles from their former position. The field of battle was occupied only by the dead. The loss of the Americans in killed, wounded, and missing, was two hundred and sixty-four. Among the first was Captain Beatty of the Maryland line, one of the best of officers, and an ornament to his profession. Many of the missing returned.”


Battle of Hobkirk's Hill, 25 April 1781 - History

aka Hobkirk Hill. The battle of Hobkirk's Hill was fought on April 25th between the British garrison forces at Camden, commanded by Col. Francis, Lord Rawdon, and Patriot forces commanded by Major General Nathanael Greene. The location of the battle site at the time was a couple of miles north of the town of Camden. An interesting fact is that NO South Carolina military unit participated in this significant engagement on their native soil. [This comes from several sources, but, is not totally correct. See next entry.]

The British/Provincial forces consisting of 800-950 men were much smaller in number than Major General Greene's Army of over 1,200-1,500 troops nevertheless, they gave a good account of themselves and the Patriots, narrowly avoiding being routed, ended up withdrawing and leaving the field of battle to the enemy. However, due to Lord Rawdon's inability to replenish his losses, he soon abandoned Camden and withdrew to a consolidated position at Charlestown. Shortly thereafter, Lord Rawdon sailed back to England.

The battle was a tactical British victory but Lord Rawdon was forced to withdraw within two weeks or so. In his 1832 Federal Pension Application, Thomas Ballard (S20283) asserted that he "was at the Battle of Hobkirk Hill near Camden South Carolina between General Greene & Lord Rawdon, he afterwards
returned with his company & remained at home for about three months." He was a captain as shown on the bottom left colume below. According to Benson J. Lossing in his Pictorial Field-Book of the Revolution , the Patriots had 18 killed and 248 wounded or missing the British had 38 killed and 258 wounded. Click Here for a Sketch of the Battle of Hobkirk's Hill prepared by Capt. Charles Vallancey of the Volunteers of Ireland.

Known Patriot Participants

Known British/Loyalist Participants

Major General Nathanael Greene - Commanding Officer

MD Continental Brigade led by Col. Otho Williams with two regiments:

MD 1st Regiment led by Lt. Col. John Gunby with the following known companies:
- 1st Company - Capt. William Beatty
- 2nd Company - Capt. "Unknown"
- 3rd Company - Capt. Isaac Duval
- 4th Company - Capt. Peter Jacquett
- 5th Company - Capt. Edward Edgerly
- 6th Company - Capt. "Unknown"
- 7th Company - Capt. Perry Benson
- Capt. Walter Muse
- Capt. Jonathan Gibson

MD 2nd Regiment led by Lt. Col. Benjamin Ford with two (2) known companies, led by:
- Capt.-Lt. James Bruff
- Capt. Mark McPherson

VA Continental Brigade led by Brigadier General Isaac Huger with two regiments and one Light Infantry company:

VA 1st Regiment led by Lt. Col. Richard Campbell with the following seven (7) known companies, led by:
- Capt.-Lt. Phillip Sansum
- Capt. Thomas Bowyer
- Capt. John Crawford
- Capt. Archibald Denham
- Capt. Robert Jouett
- Capt. Conway Oldham
- Capt. David Williams

VA 2nd Regiment led by Lt. Col. Samuel Hawes with the following three (3) known companies, led by:
- Capt. John Winston
- Capt. Huffman
- Capt. John Anderson

VA Light Infantry Company led by Capt. Simon Morgan

Delaware 1st Company (Continentals) led by Capt. Robert Kirkwood

3rd Regiment of Continental Dragoons (VA) led by Lt. Col. William Washington, with 87 men and the following known officers:
- Major Richard Call
- Capt. William Parsons
- Capt. Walker Baylor

1st Regiment of Continental Dragoons (VA) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. John Watts

1st Continental Artillery Regiment of Virginia led by Col. Charles Harrison with 40 men and three 6-pounders

1st NC Regiment of Continentals detachment led by Major Pinketham Eaton with two (2) known companies, led by:
- Capt. Griffith John McRee
- Capt. Edward Yarborough (of 3rd NC Regiment)

NC Light Horse Regiment (NC State Troops) led by Col. James Read and Lt. Col. Guilford Dudley, with twelve (12) known companies, led by:
- Capt. Jesse Basey
- Capt. Asa Bryan
- Lt. Williamson, leading Capt. Jesse Bryan's company (Capt. Bryan was on a special mission)
- Capt. Samuel Crowell
- Capt. Elijah Denby
- Capt. William Dunn
- Capt. Samuel Espey
- Capt. James Evans
- Capt. William Hicks
- Capt. Horne
- Capt. Nicholas Long, Jr.
- Capt. Robinson

Burke County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. John Bickerstaff

Rowan County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. Daniel Bryson

Lincoln County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. John Culbertson

Mecklenburg County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. William Nesbitt

Guilford County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. John Nelson

Martin County Regiment of Militia (NC) detachment led by Major John Everett, with one (1) known company, led by:
- Capt. John Kennedy

Edgecombe County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. Tyre Harris

Nash County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. William Williams

Craven County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. William Windham

Franklin County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. Benjamin Eaves

Warren County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. George Nasworthy

Dobbs County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. John Grainger

Caswell County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. Benjamin Douglas

Wake County Regiment of Militia (NC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. Francis Jones (not definite he was here - some say yes, others say no)

Kershaw Regiment of Militia (SC) detachment of one (1) known company, led by:
- Capt. Thomas Ballard

Irish Light Infantry detachment led by Capt. John Smith with 45 men Total Patriot Forces - 1,200 to 1,500

Col. Francis, Lord Rawdon - Commanding Officer

63rd Regiment of Foot detachment led by Capt. Hayes St. Ledger

Royal Regiment of Artillery, 4th Battalion led by Lt. Francis Laye with 50 men and two 6-pounders

Volunteers of Ireland led by Major John Campbell with the following known units:
- Major John Doyle with 39 men
- Col. Rawdon's Company - Capt. Charles Bingham with 47 men
- Lt. Col. Doyle's Company - Lt. Hugh Gillespie with 30 men
- Maj. Campbell's Grenadier Company - Lt. James Moffitt with 53 men
- Capt. William Barry's Company - Lt. Harmon Black with 40 men
- Capt. John McMahon's Company - Lt. Thomas Proctor with 42 men
- Capt. William Blacker with 45 men
- Capt. James King with 36 men
- Capt. Henry Munro with 40 men
- Capt. Charles Vallancey with 43 men
- Light Infantry Company - Lt. Thomas Lindsay

King's American Regiment led by Lt. Col. George Campbell with the following known units:
- Lt. Colonel's Company - Lt. Dugald Campbell with 23 men
- Col. Edmund Fanning's Company - 32 men
- Black Pioneers - 5 men
- Major James Grant's Company - 28 men
- Capt. Robert Gray's Company - 30 men
- Capt. John Livingston's Company - 25 men
- Capt. Isaac Atwood's Company - Ensign Abel Hardenbrook with 29 men
- Capt. Thomas Chapman with 17 men
- Capt. Peter Clements with 17 men
- Capt. DePeyster's Grenadier Company - Lt. Stephen Justice with 23 men
- Lt. Col. Turnbull's Company - Lt. Thomas Walker with 36 men
- Capt. William Gray with 30 men
- Capt. William Johnston's Company - Lt. Alexander Johnston with 22 men
- Capt. Bernard Kane's Company - Lt. John McGregor with 33 men

Convalescents - Capt. Morris Robertson

NY Volunteers led by Brevet Major John Coffin, with Capt. Bernard Kane

SC Royalists led by Major Thomas Fraser with the following known units:
- Major Thomas Fraser's Company - 36 men
- Col. Alexander Innis's Company - Lt. Daniel Cornwell with 60 men
- Lt. Col. Robinson's Company - Lt. Moses Whitley with 11 men
- Capt. George Dawkins with 39 men
- Capt. Robert Pearis with 16 men
- Capt. Charles Stewart Lindsay with 59 men
- Capt. Ludwig Kienen with 11 men
- Capt. Martin Livingston with 37 men
- Capt. Alexander Campbell with 58 men Total British / Provincial / Loyalist Forces - 950


Battle of Camden: August 16, 1780

Despite the fact that his men suffered from dysentery on the night of August 15, General Horatio Gates chose to engage the British on the morning of August 16. Although the Continentals outnumbered the British two to one, the encounter was a disaster.

Você sabia? After the Continental army suffered several defeats in late 1777, General Thomas Conway allegedly tried, unsuccessfully, to discredit George Washington and have him replaced with Horatio Gates. The rumored conspiracy would go down in history as the Conway Cabal.

Gates seriously overestimated the number of soldiers he had available for combat when he finally realized his mistake, it was too late to withdraw. In theory, the Continental forces numbered around 4,000 to General Charles Cornwallis’ some 2,200 Redcoats. However, in practice, only about 3,000 Patriots were well enough to take the field. When the British charged with their bayonets, the militia that made up the Patriot front line, who did not have bayonets, ran. The remaining Continental soldiers fought bravely, but utterly failed to make any headway in the face of the British assault.


Battle of Hobkirk's Hill

Along this ridge, American and British armies clashed on April 25, 1781, in the Revolutionary War Battle of Hobkirk s Hill. Major General Nathanael Greene s American troops had occupied the hill to threaten Camden, the most important British post in the South Carolina interior. The British commander, Lieutenant Colonel Francis, Lord Rawdon, launched a surprise attack in hopes of driving off the Americans.

The British attack began near here, at the eastern end of the hill. Fighting spread westward across the Great Wagon Road (now Broad Street) as more British units joined the battle.

Greene ordered his larger army to counterattack, but the retreat of one American regiment and tenacious British resistance stopped the American advance. Rawdon then resumed the offensive and drove Greene s forces from the hill.

Tópicos This historical marker is listed in this topic list: War, US Revolutionary. A significant historical date for this entry is April 25, 1781.

Localização. 34° 16.003′ N, 80° 36.009′ W. Marker is in Camden, South Carolina, in Kershaw County. Marker is at the intersection of Kirkwood Lane and Kamschatka, on the left when traveling east on Kirkwood Lane. Toque para ver o mapa. Marker is in this post office area: Camden SC 29020, United States of America. Toque para obter instruções.

Outros marcadores próximos. Pelo menos 8 outros marcadores estão a uma curta distância deste marcador. Capt. Robert Kirkwood (1756-1791) (a few steps from this marker) The American Army


Battle Of Hobkirk Hill

Battle of Hobkirk Hill in the Revolutionary War took place on this ridge April 25, 1781. The British Army was commanded by General Lord Rawdon, the Continental Army by General Nathanael Greene.

Erected 1956. (Marker Number 28-2.)

Tópicos This historical marker is listed in this topic list: War, US Revolutionary. A significant historical date for this entry is April 25, 1986.

Localização. 34° 15.859′ N, 80° 36.282′ W. Marker is in Camden, South Carolina, in Kershaw County. Marker is on Lyttleton Street, on the right when traveling north. Toque para ver o mapa. Marker is in this post office area: Camden SC 29020, United States of America. Toque para obter instruções.

Outros marcadores próximos. Pelo menos 8 outros marcadores estão a uma curta distância deste marcador. William Washington's Ride (here, next to this marker) Struggle for the Hill (within shouting distance of this marker) Greene's Counterblow (about 300 feet away, measured in a direct line) Forced to Retreat (about 600 feet away) Fruitless Victory (about 700 feet away) The British Attack (about 700 feet away) A Final Encounter (approx. mile away) General Greene's Headquarters (approx. mile away). Touch for a list and map of all markers in Camden.


Assista o vídeo: O 32 B. C. EM BLUMENAU 1939 (Novembro 2021).